Meu Carrinho
Clique ou mova o ponteiro do mouse sobre a imagem abaixo para vê-la em tamanho maior

VANCID 10 HERBAL 1L

É indicado na desinfecção e higienização de equipamentos, instalações e utensílios usados na avicultura, suinocultura, bovinocultura e indústria de processamento destes animais e seus derivados, em: Pulverização ou lavagem de ambientes, equipamentos, utensílios e veículos; Higienização de frigoríficos, abatedouros e incubatórios; Imersão de equipamentos e utensílios; Desinfecção de ovos a serem incubados.

R$ 47,34

Descrição

Posologia e Modo de usar:
As concentrações variam de acordo com sua indicação. Via de regra, as diluições abaixo são eficazes para o fim a que se destinam:
Lavagem e desinfecção em geral: 1:500 (1 litro de Vancid 10 para 500 litros de água).
Imersão de equipamentos e utensílios: 1:600 (1 litro de Vancid 10 para 600 litros de água).
Desinfecção de ovos incubáveis: 1:100 (1 litro de Vancid 10 para 100 litros de água). Pulverizar sobre os ovos com spray de gota grossa.
Pulverização sobre aves: 1:1200 (1litro Vancid 10 para 1200 litros de água).
Tratamento de água de bebida: 1:2000 ( 1 litro do produto para 2000 litros de água)

Contra Indicações e Precauções:
Vancid 10 quando utilizado dentro de sua diluição normal, não apresenta contra indicações. Testes efetuados com o cloreto de benzalcônio (principal derivado da amônia quaternária) demonstraram a baixa toxicidade do produto quando em diluição. Testes efetuados sobre pele escarificada de coelhos revelaram que os sais quaternários do amônio não provocam qualquer irritação na pele, nas concentrações de uso normais.


Durante um período de testes de 5 semanas, uma adição de 0,3% de sais de amônio quaternário não provocaram nenhuma toxicidade aos animais medicados. Outros animais de teste receberam por um período de 3 meses a adição de 0,1% de sais de amônio quaternário em sua alimentação. Não foram constatados nenhum efeito toxicológico nestes animais. No entanto o produto quando concentrado, deve ser manipulado com cuidado. Os compostos de amônio quaternário quando concentrados, se ingeridos ou em contato com a pele podem causar irritação das mucosas da pele.


O contato do produto concentrado com os olhos podem causar irritação e se não tratado a tempo pode ocasionar cegueira. Do mesmo modo que os outros compostos, os sais de amônio quaternário são tóxicos aos peixes, não devendo ser lançados diretamente nos cursos de água. Por outro lado, sendo um produto de natureza catiônica, o mesmo é absorvido por material particulado em suspensão, tais como: fibras, argila, areia, etc., que possuem, características aniônica. Sendo assim facilmente retirados das águas de despejos pelos métodos normais de tratamento primário de efluentes.